EXÔDO

4. Exôdo - um chamado de Deus

Embarcou em Antuérpia, deixando a Bélgica em 8 de março de 1968, a bordo de um navio cargueiro holandês com tripulantes e passageiros de cinco diferentes nacionalidades. Sua viagem foi feita de navio porque sua bagagem era muito grande. Contava uns quarenta (40) volumes com livros, medicamentos e outras tantas coisas. Assim seria impossível viajar de avião, ultrapassando o peso máximo permitido por pessoa. Durante aquela viagem esteve em companhia de quarenta (40) marinheiros de diversas nacionalidades. Foi uma experiência muito diferente em tudo o que já viveu e foi muito boa. Foi aí que entendeu o verdadeiro significado da palavra “Católico”, que significa universal. Durante a viagem celebrou Missas e viu ao seu redor pessoas reunidas que falavam seis idiomas diferentes. Mas todos, católicos, que participavam com a mesma fé e o mesmo sentimento religioso. Finalmente chegou a Pernambuco Foram 14 dias no mar. Desembarcando em Recife, no dia 22 de março, numa sexta-feira, às dezesseis horas e trinta minutos. O primeiro problema a enfrentar foi a Alfândega fechada. Teve que permanecer com a mesma roupa do corpo até a segunda-feira, quando foram liberadas suas bagagens.

< ANTERIOR PRÓXIMO >